SOBRE  

Site focado no turismo no Japão  e Asia  com ênfase em guias de turismo.  

  Blog focado em experiências pessoais de viagens pelo Japão é pelo mundo pela fundadora e Guia de Turismo Sarah Blasko 

Contato:

guiasbrasileirosnojapao@gmail.com

Contate-nos

Organização  Nacional  de 

Turismo Japonês 

Copyright © 2018 Mother Nomad. All rights reserved.
  • Facebook

MALA EXTRAVIADA NA VIAGEM DE AVIÃO? SAIBA O QUE FAZER !

 Ter a mala extraviada em uma viagem de avião é um medo que acompanha todos os viajantes. A cena quase sempre é a mesma: o sorriso e entusiasmo dão lugar à preocupação e um certo desespero por saber que será um longo e tortuoso para recuperar a bagagem. 

A pior e mais assustadora situação é quando o viajante passa por muitas conexões, filas e quando chega ao destino final não encontra a bagagem. Assim fica fácil estragar aquelas férias planejadas com meses de antecedência.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Infelizmente é uma cena que se repete com muita frequência pelos aeroportos.

A boa notícia é que as principais companhias aéreas oferecem suporte aos viajantes para que o problema seja resolvido o mais rápido possível.

Espero que isso não aconteça com você, mas, caso aconteça: saiba como proceder para recuperar mala extraviada na viagem de avião.

O que diz a legislação sobre extravio de bagagem

 

 

 

 

 

 

 

 

O extravio de bagagens está no 2º lugar do ranking de reclamações da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), órgão que orienta os passageiros a procurar imediatamente os colaboradores no balcão da companhia aérea.

O viajante deve preencher um formulário oferecido pela empresa e apresentar o comprovante do despacho da bagagem. 

Se a bagagem foi extraviada, é obrigação da companhia aérea devolvê-la no endereço fornecido pelo passageiro assim que a encontrar. Em casos de avaria e/ou violação, o passageiro também deve fazer uma reclamação com a companhia em até sete dias após o recebimento da bagagem. 

Mas existem os casos em que a bagagem não é localizada. Nesta situação, a companhia aérea tem até sete dias para indenizar o passageiro. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O valor do reembolso é variável, gira em torno de R$6 mil reais, feito por meio de uma moeda chamada Direito Especial de Saque (DES), projetada pelo Fundo Monetário Internacional  e sofre variação de câmbio assim como as outras moedas que conhecemos. A cotação dessa moeda pode ser consultada no site do Banco Central do Brasil.

 

Nos casos em que o valor dos objetos ultrapasse esse valor, é recomendável que o passageiro faça o envio da bagagem por meio de transporte de cargas ou contratar um seguro viagem. 

 

Ainda segundo a ANAC, a bagagem pode ficar na condição de extraviada por até sete dias em voos nacionais e 21 dias para os voos internacionais. Após esse tempo de extravio, o passageiro deve ser indenizado.

Como as companhias aéreas agem neste caso

 

O procedimento adotado pelas principais companhias aéreas é quase o mesmo. LatamGolAzul e Avianca oferecem ainda a opção de rastreio, uma área no site de ambas as empresas onde o viajante pode acompanhar em tempo real o status do extravio. Esse acompanhamento é feito por meio do código de “referência do processo”, que é gerado assim que o passageiro formaliza o extravio. 

E se eu contratar um seguro viagem?

 

Contratar seguro viagem é uma opção muito válida, principalmente se o valor de sua bagagem exceder R$6 mil reais (o custo da indenização). No mercado existe uma infinidade de empresas que prestam esse serviço. Pesquise com calma para saber qual empresa oferece a melhor opção. Conte também com dicas dos amigos e parentes.

As seguradoras oferecem planos interessantes. Existe reembolso até para os dias em que a mala esteja desaparecida. Uma compensação financeira é pensada para comprar itens de primeira necessidade. Mas, caso esse valor não esteja disponível para você de imediato, sugiro comprar com seu dinheiro próprio e guardar todas as notas fiscais para ser reembolsado.

 

 Inclusive, algumas empresas oferecem um seguro próprio para objetos especiais que previne contra  roubo ou extravio, como é o caso de instrumentos musicais, pranchas, bicicletas ou demais objetos que necessitam de atenção especial. 

 

Dicas para transportar sua bagagem com mais segurança

Todos nós corremos o risco de ter a bagagem extraviada ou roubada, mas podemos usar de algumas dicas para evitar transtornos. Confira!

 

Declare o valor da bagagem antes de viajar

A declaração com o valor estimado da bagagem é um serviço ofertado pelas empresas aéreas. Caso a bagagem seja extraviada, o valor declarado é reembolsado. Este serviço não contempla joias e aparelhos eletrônicos, pois estes devem estar na bagagem de mão.

 

Guarde com você as notas fiscais de compras feitas durante a viagem

Sabe aquelas compras maravilhosas que a gente faz durante a viagem? Guarde os cupons fiscais com você! Isso ajuda a comprovar o valor da bagagem em caso de extravio ou roubo. Fazer fotos ou vídeos do conteúdo da mala pode ser útil também.

 

Lugar de objetos de valor é na bagagem de mão

Como disse acima, joias, aparelhos eletrônico, cartões de banco e demais objetos de alto valor devem ir na bagagem de mão.

 

Coloque etiquetas de identificação na bagagem

Para ajudar a identificá-las facilmente e evitar que outras pessoas confundam com as próprias malas, invista nas etiquetas e fitinhas coloridas amarradas na alça. 

 

Retire as etiquetas de identificação dos voos anteriores

Isso evita que os colaboradores dos aeroportos se confundam na hora de despachar para um local errado.

Tranque e vede sua mala

Use cadeados ou vede a mala para dificultar o acesso a elas.

Portanto,  prevenir ainda é o melhor remédio.

Espero que você não precise nunca dessas orientações de como recuperar mala extraviada em viagem, pois realmente é uma situação muito chata.

 

 

Por falar em viagem: já pensou em fazer um roteiro personalizado para as suas próximas férias?

Garanto que você vai amar. Entre em contato  para solicitar orçamento!