Myanmar uma viagem que transforma


Hello Mothers !!! 

Você sabe qual país não pode faltar no seu roteiro pelo sudeste asiático?  

Eu estive la e posso garantir isso, e é sobre ele que vamos falar nessa postagem. 

Um pouco mais sobre esse magnifico país 

Conhecido como Birmânia até 1989. 

O país começou a receber turistas apenas nos últimos anos, com o ocaso uma ditadura militar violenta (que foi também responsável pelo restauro controverso de monumentos, e pela consequente recusa da UNESCO em dar o título de Patrimônio da Humanidade ao espetacular conjunto de templos em Bagam). Em 2015, Myanmar recebeu 6 vezes menos visitantes do que sua vizinha mais pop, a Tailândia. Se você tem genes desbravadores e gosta de conhecer lugares antes de todo mundo, siga as dicas e conheça esse incrível país  o Myanmar:

Myanmar -- na época, Birmânia -- se tornou independente do Reino Unido apenas em 1948.

Viveu sob regime militar por mais de duas décadas, até muito recentemente.

No país não existem muitas belezas naturais ou construções modernas e inovadoras, mas Myanmar tem tesouros antigos e um dos povos mais amáveis da Ásia.

As pessoas estão sempre dispostas a ajudar e são muito prestativas.

Dicas úteis sobre Myanmar

Capital do país: um fato curioso é que a atual capital do país, Naypyidaw, não é permitido   o turismo.

Como chegar: através de voos normalmente partindo de Narita pela  companhia  AirAsia.  Foi a que eu achei o melhor valor. 

Melhor época para visitar: entre novembro e fevereiro  , época em que não é tão quente e o clima está uma delicia e a noite fica fresco para dormir e durante o dia um vento bem agradável e  não tem chuvas.

Sobre o Visto: Myanmar exige visto para brasileiros. É preciso estar com hotéis e vôos já reservados, para indicar no formulário. Para tirar o visto online, a taxa é de 50 dólares. 

Quando cheguei fiquei em um Hotel em Yangon do lado do aeroporto (Yangon Airport hotel ) simples sem luxo com cafe da manha maravilhoso.

Obs: O voo com a Air Asia não tem tv, não tem comida,  leve lanchinho e leve  um bom livro para  ler rs ..

SEJA FODA e uma boa escolha de livro ( livro do mês de fevereiro lembram?) .

 O que vestir e calçar: mesmo sendo quente, é importante levar uma calça leve ou saia para entrar em alguns templos e blusas de mangas

Dinheiro: o dólar é amplamente aceito e nem precisamos trocar moeda em alguns casos. Recebemos troco em dólares. É importante que as notas de dólar estejam em perfeito estado, caso contrário poderão ser negadas!

Fuso horário: 2 horas e meia a mais em relação ao horário de Tokyo .

Vacina contra febre-amarela: brasileiros precisam apresentar o certificado internacional de vacinação com a vacina contra febre amarela.

Bem sobre o Myanmar é isso!!!! e as dicas também.

Ok vamos começar

O que eu fui fazer no Myanmar em primeira estancia eu ia apenas para um trabalho voluntario que eu queria muito fazer.

Vamos falar dele mais abaixo.

Segundo quando estava procurando hotéis e bons locais para comer,e  vi que a divulgação dos serviços era péssima e o marketing pior ainda, então, vi uma oportunidade de trabalhar enquanto estava aqui. E foi batata! foi eu terminar minha inscrição de voluntariado para ser encontrada por uma agencia de turismo daqui. Enviei meu currículo de trabalho e logo em seguida eles me contactaram querendo meus serviços. Pois aumentou o numero de brasileiros visitando o país e é claro que eu aceitei.

Agora que cheguei aqui vi que a coisa é muito mais séria, existe locais lindíssimos  com tudo para receber turistas do mundo todo mas,que não tem material de divulgação e nem redes sociais, então eu preciso comer e beber  e economizar, é ótimo para as próximas viagens rsrsrs como são pessoas muito simples e que muitas vezes  não entendem nada de internet,  estou trocando meus serviços de social media e designer gráfico,  devido o tempo que ficarei aqui ser curto alguns me contrataram para trabalhar do japão outros somente para troca mesmo de refeição, meu tá valendo rsrs então é isso que eu vim fazer aqui além, é claro de aproveitar a paz e tranquilidade do país e os lindos locais.

Thabawar Natura Center

O local que me fez refletir tudo sobre a vida ações e atitudes.

E sobre o que realmente tem importância!

Eu não gosto de postar coisas tristes no meu blog mais esse local e realmente especial as pessoas que estão sobrevivendo nele precisam de muita ajuda ,seja de ajuda como voluntários.

 Ou de doações de alimentos, de um médico para ir verificar o que eles realmente tem, pois, nem isso tem lá! Precisam de pessoas que possam enviar coisas básicas, qualquer coisa que chega lá e muito bem vindo.

Vou deixar a pagina do face abaixo  

www.facebook.com/pg/thabarwavolunteering/

As vezes nós brasileiros reclamamos do nosso sistema de saúde publico no Brasil mas, eu escolhi algumas fotos que as imagens não são tao forte para vocês verem que nosso sistema de saúde por mais ruim que seja, ainda é bom, o Brasil tem médicos qualificados, esse local esta transformando pessoas como eu, que nunca tinha limpado nem meu joelho ralado em médicos pois eles não tem a quem recorrer. São jovens, senhores e senhoras do mundo todo que decidem passar 1 dia 2 uma semana ou um mês, e ficam doando sua energia seu amor  se tornando seres humanos que nem eles acreditavam que seriam capazes de ser.

Mas, não vamos apenas dramatizar as coisas

No thabawar , eu tive a oportunidade de aprender birmanês, a  língua aqui do Myanmar, que está sendo muito útil para meu trabalho.

Aprendi a meditar, e as aulas com os monges são  super bem explicadas.

Me auto conhecendo melhor .   

Aprendi sobre humildade  nas atividades de Alms no vídeo abaixo

Que me tocou muito também.

Aprendi que meus dias são super felizes quando tem algum proposito de ser útil.

E muito mais .... se eu for escrever tudo que aprendi o post vai ser somente sobre isso rsrs

Se você deseja enviar doações  trabalhar, natural center  essa é a pagina deles,  do face qualquer coisa é bem vinda eles precisam de tudo.

 Para ser voluntario eu fui pelo worldpacker onde tem vários outros voluntariados em  diversas partes do mundo . 

Abaixo o site

       http://thabarwavolunteering.com/volunteering/

Visita primeiro Templo  no Myanmar

No ultimo dia como voluntaria em Thabawar  fui visitar o templo barulhento de todas as noites que estava lá, pois estava tendo um festival que dura 1 ou 2 semanas não sei bem certo mas dia e noite, e a noite tem show de bandas ao vivo parecia ser bem animado rsrs então fui visitar o local  e me surpreendi pela  beleza do local. É lindo!!!

O templo de Thailyn,  é muito conhecido pelas  mulheres pela deusa da fertilidade acredito eu que o festival tinha algo nesse sentido mas não sei ao  certo.

 Mas, fiquem com algumas imagens do festival e do lindo templo de Thailyn. 

 Inle Lake 

Nossa segunda parada e  foi Inle Lake um lugar incrível mais ao norte do Myanmar  onde você pode conhecer os ribeirinhos do Myanmar e ter um incrível passeio de barco.

Vamos saber mais sobre Inle Lake

O Lago In le lake e um dos destinos mais conhecidos do Myanmar, e um dos mais  procurados pelos turistas .Fui para la fazendo apenas 2 dias saindo da cidade de Nyaung Shwe  e foi uma das melhores experiencias da  minha trip por la.

O Lago e Gigante  e muito lindo e durante o passeio tem varias atrações,  uma delas é os pescadores bailarinos que são verdadeiros artistas.

A forma como eles movimentam o remo usando os pés, parece uma dança é muito lindo!!!!!!

Abaixo algumas fotinhas para vocês verem mais o lago e os pescadores bailarinos.

A segunda atração do passeio foi ver artesãs fazendo tradicionais charutos artesanais. Eu não fumo, mas ver elas fazendo as peças foi muito show!!! 

Nesse mesmo ponto ouvia distante um barulho de máquina de costura e comecei a procurar quando me dei conta, na casa  ao lado ao local tinha uma senhora costurando. Foi até lindo de ver. 

Após passar o dia no lago conhecendo suas riquezas foi hora de voltar ao Hostel e preparar para a próxima aventura, parti para Mandalay 

 MANDALAY  

Mandalay é uma das cidades mais importantes do Myanmar, 

Localizada bem no centro do país, Mandalay é a segunda maior cidade do Myamnar e foi sua capital entre os anos de 1860 e 1885. Atualmente é uma cidade grande, movimentada, repleta de história, templos, ruínas, monastérios, pagodas e um povo muito simpático. 

Em Mandalay eu senti a necessidade de ter um guia de turismo para me ajudar a conhecer os melhores locais da cidade, e valeu super a pena porque eu queria muito conhecer as cachoeiras  e que fica mais distante do centro da cidade. 

A baixo segue um pouco dos meus momentos em Madalay  e algumas das belezas da cidade. 

Bagan 

História de Bagan

Bagan fica às margens do Rio Irrawaddy, no Myanmar (antigamente conhecida como Birmânia). Do século 9 ao século 13, Bagan era a capital do então Reino de Pagan, sendo também o centro político, econômico e cultural.

Nesse período, os mais ricos construíram milhares de templos ali. Acredita-se que foram mais de 10 mil, entre templos budistas, pagodas e mosteiros. Hoje, o que encontramos são pouco mais de 2 mil templos que resistiram a todo esse tempo.

Bagan começou a se tornar importante no meio do século 9, quando o Rei Anawratha unificou a Birmânia. A cidade prosperou e se tornou um centro de estudo religiosos. Já em 1287, o reino e a capital foram invadidos e saqueados por Mongóis. Toda a população foi reduzida a uma vila.

Entre os séculos 15 e 20, menos de 200 templos novos foram construídos em Bagan. Com o passar do tempo, milhares deles foram destruídos por desastres naturais, principalmente por terremotos.

Nos anos 90 o governo investiu para restaurar centenas desses templos, mas falharam fortemente em manter o estilo de arquitetura.

Chega a dar uma pena em ver que algumas restaurações foram feitas com cimento ou materiais mais modernos, fugindo totalmente do original. Por esse motivo inclusive que a UNESCO rejeitou a indicação da cidade como Patrimônio Mundial.

Fato é que independente da má conservação, os Templos de Bagan são lindos e muito especiais. É um cenário único no mundo e não resta dúvidas de que vale a visita!

Existem mais de 2.200 templos na região de Bagan e conhecê-los só depende de você!

A baixo alguns dos meus momentos em Bagan para vocês curtirem por que para mim  vai ser para sempre inesqueciveis. 

A já ia me esquecendo para se locomover pelos templos eu aluguei uma 

 Scooter Elétrica  e tive que aprender la mesmo no dia rs... 
mais e a unica forma  explorar uma área maior, entrar em pequenas trilhas e encontrar templos escondidos só para você. além e claro da super aventura de dirigir nas areas cair e levantar e ficar atolado e  realmente uma excelente experiência. 

Espero que esse post tenha te inspirado a conhecer mais desse pais  sensacional, ainda não tão explorado pelos brasileiros, um super beijo e ate a proxima aventura. 


45 visualizações

SOBRE  

Site focado no turismo no Japão  e Asia  com ênfase em guias de turismo.  

  Blog focado em experiências pessoais de viagens pelo Japão é pelo mundo pela fundadora e Guia de Turismo Sarah Blasko 

Contato:

guiasbrasileirosnojapao@gmail.com

Contate-nos

Organização  Nacional  de 

Turismo Japonês 

Copyright © 2018 Mother Nomad. All rights reserved.